sábado, 15 de novembro de 2008

MISTICISMO OU FISICISMO?

Enquanto o misticismo trata de métodos espiritualistas/religiosos para se chegar a um fim, o fisicismo trata de método materialistas e tecnológicos para isso. Embora ambos tenham o costume de buscar a mesma finalidade, o místico age no lado psíquico e o fisicista através da ciência e da política.

Mas há uma terceira alternativa, nem mística ou materialista, para se alcançar resultados.
No Método Imoto é essencial aprender a aplicar as manobras de combate no caso de um eventual confronto corporal.
Por exemplo, no treinamento e aplicação de um golpe, em vez de praticar o mesmo ataque 10 mil vezez como fazem as artes tradicionais, ou em vez de testar a sequência do golpe numa competição do tipo Vale-Tudo, o que faço é entender o funcionamento dos seus princípios e aprender a adaptá-los para diversas situações mediante o treinamento coletivo.
Com esta didática evito o classicismo que mantém a prática e o aprendizado congelados, dependentes de conivência e da crença, e também evito cair no contexto esportivo que ignora a verdadeira agressão violenta ao impôr regras e regulamentos aos atletas.
É na compreensão do porquê a técnica funciona que aprendemos a lidar com os mecanismos biomecânicos do nosso corpo e dos adversários.
E isso exige estudo, prática, pesquisa, testes, análises, comparações, experimentos, experiência, intercâmbio, consultas, investimentos de tempo e finanças, dedicação e senso crítico apurado, além de compromisso em aprender não para ser gratuitamente violento, mas para se proteger e ser naturalmente feliz.
O objetivo não é ser o melhor, o mais rápido ou mais forte do que o outro, mas ser capaz de neutralizar definitivamente a sua agressão caso não tenhamos conseguido interceptá-la.
Nisto consiste o nosso método do treinamento do Princípio Aiki.

Nenhum comentário: