sexta-feira, 27 de março de 2009

DICA MARCIAL


A estabilidade é derivada da interação entre força e equilíbrio e é uma matéria crucial em qualquer luta. Baseado em estudos biomecânicos da anatomia humana, confira a seguir um posicionamento dinâmico de como aumentar a sua estabilidade sem sacrificar sua mobilidade.


* DIRECIONE E ALINHE SEU QUADRIL E SUA CINTURA NA MESMA DIREÇÃO EM QUE APONTAM OS DEDOS DO SEU PÉ DE APOIO (O PÉ COM TODA A CARGA NA DISTRIBUIÇÃO DE PESO)

Para melhor exemplificar e testar este conceito, experimente a seguinte ordem de exercícios:
  1. Assuma uma postura em qualquer posição de pé com 100% do peso em alguma perna e os pés em qualquer ângulo diferente entre si.
  2. Gire seus quadris e sua cintura na direção em que apontam os dedos do pé da sua perna "vazia" (sem carga de peso).
  3. Peça para alguém empurrá-lo gradualmente nas quatro direções, usando força suficiente apenas para afetar seu equilíbrio. Tente manter sua posição sem ajustar ou mover seu corpo.
  4. Agora, gire seus quadris e sua cintura (necessário saber diferenciar estes dois segmentos) e os direcione no mesmo rumo em que apontam os dedos do pé da sua perna "cheia" com toda a carga de seu peso.
  5. Peça então para seu parceiro repetir a experiência tentando empurrá-lo para alguma das quatro direções usando a mesma quantidade de força anterior.
Os resultados deste experimento explicam como corrigir o erro do "Peso Duplo" mencionado nos clássicos chineses do Tai Chi Chuan.

* No MÉTODO IMOTO seguimos a distribuição natural de peso na transição dos movimentos e preferimos manter a proporção 70/30 ou 0/100. Quando estamos parados, andando, correndo, pedalando ou nadando, nosso corpo adota este padrão em vez da distribuição artificial 50/50 ou 60/40 de peso comum nas artes tradicionais.

Nenhum comentário: