sexta-feira, 2 de setembro de 2011

O MÉTODO IMOTO E O MMA

Os antigos torneios de “vale-tudo” se pautavam principalmente nos desafios de um estilo de luta contra outro e sem regras padronizadas, isto é: jiu-jítsu versus luta livre, judô versus capoeira, caratê versus boxe... A rivalidade era acirrada e, de certo modo, incentivavam os tumultos naqueles eventos. Devido às experiências negativas de tais confrontos as autoridades proibiram a sua realização. A alternativa para se obter a liberação legal foi a mudança do termo de classificação de vale-tudo para MMA (sigla em inglês para Artes Marciais Mistas).


As duas principais artes marciais misturadas neste caso foram o Muay Thai (boxe tailandês) e o Jiu-Jítsu Brasileiro. Todos os melhores lutadores praticam obrigatoriamente estas modalidades, além de aulas de Boxe (pugilismo) e Luta Greco-Romana. Alguns ainda complementam com Caratê, Judô e outras artes. Então, com o novo conceito e com uma nova formatação os aspectos negativos que os primeiros eventos acumularam foram superados. Isso paralisou a rivalidade não sadia de outros tempos, incluindo regras de segurança e de saúde pré-determinadas.


Ao criar um círculo de parceria entre as diferentes modalidades, o MMA se transformou em enorme fenômeno marcial. Inúmeros centros vêm abrindo as portas mundo afora e com isso o MMA se torna cada vez mais popular. E, sem sombra de dúvida, o Brasil é o berço do MMA mundial. Rio de Janeiro, Manaus, Curitiba, São Paulo e ainda outros municípios que têm o MMA como esporte regulamentado, como Niterói, Friburgo e Campos, realizam eventos com sucesso.


O evento internacional mais famoso de MMA é o Ultimate Fighting Championship, o UFC, já em várias edições e recentemente realizado na capital carioca.

Devido à mistura de lutas e técnicas que fazemos no MÉTODO IMOTO algumas pessoas confundem o significado que damos para o MMA descrito anteriormente. Para esclarecer este equívoco, e ao mesmo tempo não desmerecer o trabalho dos técnicos e dos lutadores profissionais deste esporte, no MÉTODO IMOTO nós reconhecemos o MMA como uma das grandes ferramentas de treinamento quando se trata de criar uma mentalidade guerreira no praticante. Os lutadores de MMA são admirados pelo seu condicionamento psicofísico acima da média dos atletas e por sua eficiência nos cenários esportivos onde suas habilidades e resistência são postas à prova.
Assim, adotamos algumas técnicas e exercícios usados nos combates modernos de MMA e utilizamos muitos dos seus padrões de movimento, ataque e defesa indispensáveis para qualquer pessoa e artista marcial conhecer e saber se proteger.
Em suma, valorizamos e incorporamos o conhecimento que o MMA agregou às artes marciais em geral, sem ficar limitados a qualquer modalidade, e preferimos buscar uma ampliação do alcance de nossas práticas para outras esferas da vida. Lutamos para evoluir em todos os sentidos e aceitamos a contribuição de várias fontes, sem preconceitos, usando nossa inteligência para separar o joio do trigo.
As diversas disciplinas marciais usadas no MÉTODO IMOTO não são “nossas”... nem pertencem a ninguém. Nossa combinação eclética e universalista de máximas e princípios de várias artes, sistemas e estilos, é simplesmente um aproveitamento do que encontramos de melhor ao nosso alcance no amplo cenário global das artes de combate corporal.

Nenhum comentário: