segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O MMA DOS SAMURAIS


24 HORAS não são suficientes.

Um dia inteiro seria pouco para se treinar os golpes traumáticos do Boxe e do Muay Thai, as chaves, torções, estrangulamentos, rasteiras, arremessos e técnicas no chão do Jiu-Jitsu e do Wrestling, sem contar os desarmes e golpes com armas brancas e outras manobras extra-esportivas, específicas para a defesa pessoal urbana.

A falta de tempo hábil para otimizar o treinamento continua sendo um dilema do CROSS TRAINING que tem quebrado a cabeça de muitos praticantes de MMA, técnicos e preparadores físicos profissionais...

Com raras exceções, a maioria desses atletas da luta esportiva estão lesionados, padecendo de dores crônicas, se recuperando das sequelas e ainda sujeitos a se lesionar novamente devido ao estresse no OVERTRAINING.

No MÉTODO IMOTO resolvi este problema.
Aplicando a visão SAMURAI no treinamento diário, uma SOLUÇÃO surgiu naturalmente.

O samurai do Japão medieval além das manobras desarmadas presentes no Jujutsu e no Kempo, praticava natação com armadura, equitação, saques e golpes com sabres, facas, bastões e lanças, arremesso de armas brancas, imobilização com cordas, kusarigama (foice e corrente), naginata (alabarda), arco-e-flecha e Jitte (tipo de clava), entre outras armas e habilidades requisitadas no seu ofício. Alimentava-se frugalmente e cumpria diversos outros afazeres, rotinas e disciplinas artísticas no "caminho duplo da pena e da espada".

Hoje temos suplementos nutricionais balanceados, energéticos e isotônicos, anti-inflamatórios potentes, tratamentos laboratoriais avançados, ressonância magnética, equipamentos radiológicos, cirurgias precisas de artroscopia, reconstituição de ligamentos, tendões, músculos e ossos, e fisioterapia moderna.

A tecnologia na medicina esportiva está atingindo patamares de ficção científica!

Os atletas são patrocinados e empregam uma equipe inteira para otimizar a sua performance e obter os melhores resultados nas competições promovidas por eventos milionários. E apesar de todas essas vantagens e seus benefícios costumam encerrar precocemente sua carreira. Lutadores famosos já estão se aposentando antes de completar 40 anos de idade...

Mas estes recursos médicos, incentivos e facilidades financeiras só surgiram em meados do século passado...
O samurai sabia que não poderia se ferir gratuitamente no seu treinamento diário. A manutenção da sua integridade física era vital bem como a sua longevidade. Seu tempo envolvido com a prática era confidencial e precioso. Uma verdadeira questão de necessidade militar.

Toda sobrecarga de atividades inevitavelmente compromete a segurança física do praticante, principalmente com exercícios violentos de contato corporal.
Contudo, aqueles guerreiros do passado encontravam tempo livre e energia para praticar e se aprimorar em tantas modalidades combativas, sem correr o risco de danificar órgãos e articulações, debilitações físicas que, além de comprometer sua saúde e progresso técnico, ainda deixariam sua família e seu clã em perigosa desvantagem.

Mas como?

Nenhum comentário: