quinta-feira, 3 de outubro de 2013

VIOLÊNCIA SIMÉTRICA

A FANTASIA DOMINANTE NAS ARTES MARCIAIS


A noção de que a violência é uma luta simétrica, equilibrada e justa, onde se testa habilidades, o caráter e a bravura, é uma crença muito antiga e profunda em nossa cultura.
Essa ideia é tóxica e tem um enorme impacto negativo sobre como as pessoas enxergam e se preparam para se proteger:


Esta visão deturpada se manifesta nas Artes Marciais Tradicionais...


É reforçada pelos esportes de combate com lutadores digladiando na mesma categoria de peso...


Violência simétrica nunca resolve nada.
Isso inevitavelmente se reflete nos filmes.

Por que se importar com isso?
Só predadores, criminosos, vilões e psicopatas se beneficiam das “vítimas” que acreditam nessa fantasia...

Felizmente FATOS não são segredos militares, e podem ser apresentados a todos:

A VIOLÊNCIA É ASSIMÉTRICA
A REALIDADE NUA, CRUA E FEIA

No mundo real a violência normalmente é algo que uma pessoa inflige sobre outra.
Não é um duelo entre cavalheiros que seguem algum código de honra e normas sociais ou entre competidores que querem se testar e provar suas habilidades como esportistas profissionais.
Violência é o que um predador mais astuto faz quando se aproveita das fraquezas da sua presa para satisfazer suas necessidades.
Ser o CAÇADOR em vez da caça é uma atitude mental muito diferente e mais forte.


Oponentes armados e em maior número são a regra, não a exceção.
Pense: se você quisesse surrar alguém, sairia sozinho e desarmado?


Não existe honra no mundo real da violência e a agressão letal raramente ocorre em ambientes controlados e previsíveis como um dojo, academia ou mesmo nos ringues. Substitua a ordem pelo caos, a sanidade pela loucura, a razão pelos instintos e terá uma vaga ideia do que isso significa...
Seu treinamento considera tudo isso ou ao menos simula tais ameaças?


A assimetria do mundo real significa não somente ser atacado(a) por mais de um oponente maior, mais forte e armado, mas também estar emocionalmente alterado, manipulado psicologicamente, surpreendido por uma ameaça ou ferido, ser chantageado com a possibilidade de perder a vida, entre outras formas de subjugar e quebrar sua resistência que seus inimigos com certeza vão usar para alavancar seu medo e sua impotência.
Essa é a realidade que nós espreita  e que devemos estar cientes.

Saia da sua zona de conforto.
Largue sua fantasia.
E comece a se preparar para a realidade.



Nenhum comentário: