sexta-feira, 25 de abril de 2014

RENOVANDO O MÉTODO IMOTO


Há mais de duas décadas busco racionalizar uma metodologia moderna e científica de autodefesa pura, sem depender de categorias de peso e regras esportivas. E livre dos tradicionais "mestres iluminados e invencíveis".

O treinamento em que passei a investir meu tempo e meus recursos foi idealizado para mudar o modo como o corpo humano se movimenta e lida com a força. E pelo que tenho observado comigo e com quem pratica seguindo essa abordagem de reprogramação do sistema neuromuscular e sensorial é que quanto mais descontraímos certas linhas de tensão na estrutura anatômica do corpo, mais centrados, equilibrados e efetivos nos tornamos. Percebi também que existem várias maneiras de se treinar e construir um “cérebro marcial”. A medida que aprendemos a GERAR poder em vez de fazer força, vamos filtrando todos os movimentos e padrões estilizados que estereotipam as artes marciais e atrasam nossos reflexos naturais. E quanto mais interconectados e criativos, maior a expressão individual na aplicação espontânea e instintiva das técnicas, e vice-versa.

Neste ponto da minha vida e da minha carreira já não me limito a nenhuma modalidade ou sistema de combate. Nomes e origem de técnicas bem como variações de aplicações de golpes e manobras não me importam nem me impressionam mais, e ao mesmo tempo me aproprio e misturo todo esse arsenal que conheço e está a minha disposição sem me fixar em nenhuma técnica em especial. Então, a medida que fui descartando diversos modelos obsoletos ao longo do tempo, finalmente consegui chegar em algo novo, mais personalizado e coerente com minhas atitudes e mentalidade. Neste estágio o que importa é consolidar a habilidade de sinergia do AIKI, sem o qual o treinamento da defesa pessoal seria incompleto. E o caminho que adotei para me expressar serve igualmente para me ajudar a ensinar e refinar esse ensinamento, sem imposições externas e com a consciência limpa.

Chegou o momento de comparar notas e aprender com outros artistas marciais fora do Brasil que já começaram antes nessa mesma jornada.

Nenhum comentário: